Você está em: Home > Notícias > Últimas Notícias
Últimas Notícias

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Acessibilidade em Bibliotecas: Secretaria estadual dá início a Workshops para Capacitação de Bibliotecários
Foi dado início aos Workshops de capacitação e treinamento aos servidores bibliotecários das bibliotecas públicas municipais contempladas com os kits de equipamentos do Projeto “Acessibilidade em Bibliotecas”. Na manhã desta terça-feira, 12 de setembro, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo realizou o primeiro de oito workshops. O lançamento foi no Centro Cultural São Paulo, na rua Vergueiro, em São Paulo.


Dra. Linamara, ao microfone, destaca a importância da acessibilidade em bibliotecas

Participaram da cerimônia de abertura, a Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, Dra. Linamara Rizzo Battistella; o Secretário Adjunto da Secretaria, Luiz Carlos Lopes; e o Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência, Cid Torquato.

A Secretária de Estado, Dra. Linamara, lembrou que o Centro Cultural relembra todo o movimento de luta pelos direitos das pessoas com deficiência, pois “muito antes de existir uma Secretaria, muito antes de existir uma Convenção da ONU, era aqui nesse espaço onde as entidades e os movimentos de direitos da pessoa com deficiência se reuniam para organizar o que mais tarde significou o avanço da política pública para a sociedade”. Acrescentou que “estar de volta tem um grande significado para nós, que estamos há 40 anos nesse jogo, um jogo do ganha-ganha, um jogo onde a sociedade vai caminhando em direção ao que é o mais justo: equidade, justiça social e direito para todos”.


Luiz Carlos Lopes, Secretário Adjunto de Estado, ao microfone, idealizador do Projeto "Acessibilidade em Bibliotecas"

A Secretária destacou, ainda, que o grande idealizador do projeto “Acessibilidade nas Bibliotecas” é o Secretário Adjunto Luiz Carlos Lopes. “E não poderia ser diferente, ele como jornalista extremamente voltado às questões da cultura e da comunicação, não podia deixar de pensar em um projeto que tivesse para todos o mesmo significado que teve para a vida dele, a comunicação”.

Dra. Linamara destacou o teor inusitado da ação. “Quando a Secretaria assumiu que era possível construir uma política diferenciada, ela não queria ir ao lado daquilo que era esperado, nós queríamos construir o inusitado, o impossível, trazer para cada uma das pessoas com deficiência a possibilidade de poder mergulhar na cultura, de viajar pelos espaços do mundo, de buscar o conhecimento através dessa sociedade moderna do 4.0, uma sociedade onde cultura, entretenimento e lazer vão se tornando parte do nosso cotidiano com a mesma importância que tem o trabalho”.

“Essa sociedade que faz das tecnologias de informação e comunicação o seu principal aliado para o desenvolvimento, não pode pressentir da presença da atuação e do conhecimento da pessoa com deficiência. Por isso esse projeto é importante, ele traz uma dimensão de cultura, conhecimento, reconhecimento das oportunidades através de cada um dos senhores, agentes públicos que vão estar voltados a garantir que o nosso projeto seja um sucesso, e eu digo nosso projeto: da secretaria, do município e de todos vocês, porque vocês serão os agentes da mudança. Não são os equipamentos e nem as tecnologias que fazem a realidade da acessibilidade, são as atitudes, as atitudes de cada pessoa, as atitudes de cada um de nós, agentes da mudança da sociedade”, destacou a Secretária.


Cid Torquato, ao microfone: "cultura, grande indutor da inclusão" 

O coordenador do Projeto “Acessibilidade em Bibliotecas”, Luiz Carlos Lopes, deu boas-vindas a todos e ressaltou que o workshop tem a finalidade de que as bibliotecas e os equipamentos tecnológicos sejam utilizados no máximo de sua potencialidade. “Os equipamentos têm uma característica muito voltada para a deficiência visual, mas eles têm múltiplos usos: são utilizados para vários segmentos e o grande desafio é que nós construamos esse público usuário das bibliotecas. A cultura é fundamental no processo de inclusão e é nessa perspectiva que a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo propôs esse projeto ao Fundo de Defesa dos Interesses Difusos, ligado à Secretaria de Justiça e Cidadania, e nós fomos contemplados. Hoje damos esse pontapé inicial na operação dos equipamentos”, explicou. 

O Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência, Cid Torquato, destacou o Plano de Metas da Prefeitura de São Paulo que conta com as demandas culturais das pessoas com e sem deficiência. “A cultura é um grande indutor de inclusão, junto com o esporte, junto com atividades que realmente promovem o convívio social, como a comunicação inclusiva”.


Bibliotecários de municípios do Interior de São Paulo recebem capacitação sobre acessibilidade

Cid Torquato lembrou que a Lei Brasileira de Inclusão, publicada em 2016, terá em janeiro de 2018 muitos de seus prazos estipulados para cumprimento, finalizados. “Eu digo que a partir de janeiro, segundo a LBI, o mundo vai ser outro, pelo menos é o que a lei determina. A partir de janeiro, em teoria, todos os cinemas, teatros, eventos, tudo tem que ter os recursos de acessibilidade. Mas eu acho que janeiro vai chegar e a gente não vai chegar nessa situação extrema, mas nós vamos sim avançando gradativamente na questão da inclusão via comunicação inclusiva”, frisou.

WORKSHOPS: CAPACITAÇÃO PARA A INCLUSÃO

Os workshops foram estruturados para que o servidor da biblioteca receptora dos kits acessíveis ofereça apoio técnico em relação aos equipamentos e aperfeiçoe seu atendimento ao público com deficiência. Os kits foram entregues, em agosto deste ano, a 62 bibliotecas de 55 municípios. Visam garantir o acesso a bens culturais em formato de texto disponíveis nos acervos dessas bibliotecas à população com deficiência visual e motora, que encontram impedimentos para acesso ao conteúdo.

Ao todo, serão oito workshops pelo Estado de São Paulo nas cidades-polo: São Paulo, Itanhaém, Campinas, Sorocaba, São José do Rio Preto, Sertãozinho, Bauru e Presidente Prudente.


Equipamento para ampliação de letras, para permitir a leitura de pessoas com baixa visão

O conteúdo apresentado aos gestores receptores dos equipamentos é dividido em três temas centrais: questões relacionadas à pessoa com deficiência, informações sobre acessibilidade em bibliotecas, e tecnologia assistiva.

A próxima cidade a receber o workshop é Itanhaém, em 14 de setembro. Os representantes das bibliotecas contempladas devem consultar a data e a cidade-polo onde serão realizadas as capacitações e inscrever-se pelo site http://bibliotecas.sedpcd.sp.gov.br.
 
Agenda
São Paulo – 12 de setembro
Itanhaém – 14 de setembro
Campinas – 21 de setembro
Sorocaba – 28 de setembro
São José do Rio Preto – 02 de outubro
Sertãozinho – 04 de outubro
Bauru – 17 de outubro
Presidente Prudente – 19 de outubro
 
Leia também: Governo do Estado de São Paulo assina 177 convênios e entrega equipamentos de acessibilidade para 62 bibliotecas

 

< anterior    próxima >

Perguntas Frequentes
Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo